» Como não cair na pegadinha da Liquidação


17 jan2011

Como não cair na pegadinha da Liquidação

Mais cedo dei dicas de como rechear seu guarda roupa para o Inverno aproveitando a liqui do Verão, o que é ótimo, já que temos a oportunidade de comprar peças que usaremos na próxima estação a preços reduzidos.

Porém esse assunto não para por aí. Nas liquidações, em qualquer estação, temos que ficar atentas às pegadinhas que aparecem em nossa frente, mesmo que sejam quase imperceptíveis.

Por isso, resolvi dar algumas boas dicas para ajudá-las a evitar essas situações e não cair naquela velha história do: Comprei porque estava muito barato!!!

A cada final de temporada as marcas efetuam liquidações que chegam em alguns casos até a 60% menos do valor inicialmente proposto, o que se torna uma grande tentação, afinal de contas, quase todas as mulheres se tremem ao ver aquelas canetinhas vermelhas nas etiquetas das peças.

O que acontece é que muitas vezes compramos peças que não combinam nem com nosso estilo e nem com nosso guarda roupa. E aí, a peça fica lá, encalhada para futuramente ser doada ou vendida nos bazares da vida.

Pensando nisso, resolvi dar algumas dicas simples para que vocês aproveitem essa temporada deliciosa de preços reduzidos e façam boas compras (lembrando que isso nada tem a ver com as dicas das tendências que permanecerão no Inverno, ok?). Essas dicas são atemporais e servem para todas as liquidações que vocês visitarem na vida.

Vamos lá?

Dica nº 1: Fuja das peças chaves das estações!
Evite comprar peças muito marcadas de uma determinada coleção, como foi o flúor por exemplo. Grande sucesso nas temporadas passadas, algumas marcas ainda apostaram nele para o Verão, acontece que esse tipo de produto fica muito marcado e acaba sendo visto como “passado”.

Dica nº 2: Procure por modelos atemporais!
Existem peças clássicas que nunca saem de Moda e que praticamente todas as marcas possuem ao menos um modelo. Essas peças serão eternos coringas no seu guarda roupa e você não precisa ter medo de errar na escolha e tão pouco de desfilar com ela pelas ruas sem ser taxada de fora de moda. Dois bons exemplos são a calça jeans (de preferência as de corte mais reto e tradicional) e as camisas sociais brancas.
Mesmo aquelas que não precisam se vestir com um look mais formal para o trabalho, essas camisas são ótimas para qualquer produção, até mesmo com shortinhos e havaianas!

Dica nº 3: Opte por cores neutras!
Por mais colorida que seja qualquer estação, todas as marcas precisam de peças neutras para fazer as composições dos looks em araras e vitrines, além de oferecer para suas clientes peças que combinem entre si e isso acontence com a junção de cores fortes ou marcantes de uma temporada e das peças básicas e neutras.
Pois aí está uma excelente dica. Independente de qual será a cor da próxima estação, você nunca errará ao usar peças neutras. Lembrando que você deve buscar os neutros que combinem com seu tom de pele, conforme falei aqui no post Dicas para comprar roupas – 2ª parte.

Dica nº 4: Siga o seu estilo!
De nada adianta comprar um monte de peças que não serão usadas porque não combinam com você. Um bom exemplo disso são os sapatos Oxford. Eu não acho que esse modelo combina comigo e mesmo sabendo que ele continuará forte no Inverno, não vou correr para a primeira loja de sapatos e comprar um porque sei que não vou usar.
Se você ainda não sabe como é o seu estilo, releia o post Vamos às compras? e acesse o site que indico lá para ajudá-la a decifrar seu estilo.
Isso lhe ajudará a efetuar suas compras com mais foco e consequentemente não fará com que você gaste o seu rico dinheirinho em peças que não combinam com você, por mais que estas ainda sejam tendências na próxima coleção.

Dica nº 5: Analise o seu orçamento!
Essa talvez seja a dica mais importante de todas. Antes de sair correndo para as lojas, reveja o seu orçamento e analise quanto terá disponível para gastar nestas comprinhas de final de temporada. Um dos grandes erros femininos acaba sendo a falta de planejamento na hora de comprar. Vemos as peças, nos apaixonamos e acabamos comprando mais do que podemos. O que depois acaba se tornando um pesadelo, pois as coleções mudam, novas e lindas peças aparecem e nós ainda estamos pagando as faturas das compras da liquidação.
Pense com calma na sua receita e nos seus gastos fixos e veja o quanto poderá gastar nessa época, assim você não corre o risco de meter os pés pelas mãos!

Caso possuam dúvidas, entrem em contato comigo através do e-mail blogseraqueessepode@gmail.com

Será que esse pode?

Deixe um comentário